quarta-feira, 13 de abril de 2011

baby steps.

Parece-me importante explicar o porquê do aparecimento deste blog. Resumindo a manhã da sua criação, lembro-me de, no gabinete, se comentarem alguns dos meus textos - os do meu blog pessoal, bem longe da estética e função deste. Depois, choveram pedidos para que escrevesse sobre a equipa. Um acumular de funções entre bloguista despassarada e sem responsabilidade e bloguista séria e comprometida com uma causa. E não, óbvio que não ia funcionar. O resultado da tentativa seria tão incómodo como pedir um prato gourmet numa tasca ou exigir um pires de pevides e chamuças num restaurante de hotel caro. E então, como quem muda a mobília, criei este novo espaço. Chamemos-lhe 'espaço', por facilidade de escrita. E aqui, porque a música é outra, também a dança será diferente - ou não é assim o provérbio? Agora tenho de habituar-me a deixar de assinar com a alcunha que uso no outro. E que é de uma utilidade fantástica porque, ao mesmo tempo, encobre quem sou (para os leitores mais inexperientes), deixando disponível uma ligaçãozinha para o meu mail, que facilita o caminho a quem quiser reclamar do que escrevo - o que nunca aconteceu, note-se. Aqui, neste novo projecto, assino por uma equipa e, não querendo abusar da modéstia, assino com a responsabilidade de uma Fundação - que já existia muito antes de eu ter visto um mulher numa estrada mal iluminada. E, com a pressão de escrever direito, não tive coragem de dar esse salto tão depressa. Assim, aqui me apresento para brevemente me despedir: bom dia a todos, daqui Mariana. Nos próximos capítulos, deixarei de existir. Será: bom dia a todos, daqui Equipa Ergue-te. Até lá, hei-de ser capaz de escrever sobre assuntos que realmente interessem; hei-de mandar os textos à Martinha para que autorize a publicação e hei-de fazer deste 'espaço' um gabinete virtual. Onde a Martinha, a Mónica, o Ricardo, a Maria Paula, a Irmã Teresa, a Gina, o Octávio, a Lena, a Paula, a Graça, o  Pe. Fernando e eu estamos disponíveis, por turnos, para qualquer questão. Ou para um café e uma 'conversa social'.

Mariana Pardal

4 comentários:

Ricardo Tiago disse...

Finalmente... já era altura... mas nós compreendemos Mariana. A época de exames e de aulas é sempre muito muito preenchida!

odeioervilhas disse...

desculpa-me se sou Estudante, sim Ricardo? :)

Equipa de Intervenção Social disse...

Obrigada, Mariana, por teres acolhido o desafio lançado. Tenho a certeza que este serviço que aceitas prestar como voluntária da Equipa, nos ajudará a todos a reflectir e nos tornará mais conscientes e solidários!

Mónica disse...

Obrigada Mariana pelo teu trabalho!